Av. Getúlio Vargas, 580. Setor Administrativo
Cep: 76240-000 - fone: (064) 3638-2475


 

 

Home
 
 

SILVÂNIA FERREIRA FAZ BALANÇO DA ADMINISTRAÇÃO DE ARAGARÇAS


Ascom
Publicado Quarta-Feira, 31 de Outubro de 2018, às 10:05 | Ascom

Prefeito de Aragarças José Elias ao lado da Contadora do Município, Lucileia Câmara e da Secretária de Administração e Finanças, Silvânia Ferreira

“Prezados aragarcenses como Secretária de Administração e Finanças do município, venho prestar alguns esclarecimentos em relação às finanças da Prefeitura de Aragarças.”

“Esclareço aos senhores e as senhoras, que nenhum mês durante o período que estamos a frente da secretaria de finanças, não recebemos o montante de quatro milhões de reais. Nós temos aqui montantes de dois milhões e quatrocentos mil reais (janeiro/2018) os meses que nós recebemos os montantes maiores foram março e maio/2018 que foi aproximadamente, três milhões e quinhentos mil reais em razão de emendas parlamentares que recebemos da saúde. No mês de julho/2018 que também recebemos uma parte de emendas da saúde, entrou um montante de três milhões, trezentos e setenta e cinco mil reais. De julho para agosto /2018  caiu, seiscentos mil reais de repasses, de julho para setembro/2018 a queda foi de um milhão de reais. Então, entraram para os cofres da prefeitura, dois milhões , trezentos e sessenta e quatro mil reais.

Só a titulo de esclarecimento, desde janeiro de 2017, que o montante que vem , o recurso que vem para ser gasto no Hospital Municipal Getúlio Vargas é oitenta e quatro mil e quinhentos reais e não mudou, continua o mesmo. A prefeitura paga  somente a equipe do hospital, não estamos computando os funcionários contratados e efetivos da Secretária da Saúde, apenas os profissionais credenciados no hospital, que são médicos, enfermeiros, anestesistas é um montante de duzentos e oitenta e cinco mil reais, todo mês. Então fazendo uma conta rápida, oitenta e quatro mil e quinhentos reais, não dá para pagar a parte dos profissionais da área medica que atente no hospital municipal.

Esclarecemos ainda, que os mesmo nove mil reais que o município recebia em janeiro de 2017 para aquisição de medicamentos não foi alterado, continua os mesmo nove mil reais para comprar medicamento para a farmácia básica, atenção básica e hospital. 

Na merenda escola o município de Aragarças recebe dezenove mil reais por mês para a merenda escolar, no entanto ele é complementado. O gasto do município com merenda escolar é complementado com recursos da arrecadação municipal e com recursos do FPM, porque somente esses dezenove mil reais não cobre as despesas com a merenda escolar do município. 

No tocante à operação tapa-buracos é uma das maiores preocupações do prefeito José Elias. Desde o inicio de seu mandato que a prefeitura está bancando com recursos próprios essa operação tapa-buracos. O prefeito não deixa faltar massa asfáltica para o serviço, mas infelizmente essa atual administração, recebeu a cidade no quesito asfalto, bem deteriorada.  Existe um equipe da Secretaria de Obras para realizar essa operação e a prefeitura já contratou  com recursos próprios uma empresa para reforçar esse serviço de tapar buracos, além das emendas que foram conquistadas pelo prefeito José Elias, no entanto, a prefeitura está na expectativa de receber emendas pleiteadas pelo prefeito José Elias para  serem gastas na aquisição de massa asfáltica.

Estamos realizando algumas obras com recursos próprios, tais como, a reforma da cozinha do Hospital Municipal Getúlio Vargas, reforma do laboratório do hospital, reforma do Terminal Rodoviário e agora no próximo dia 6 de novembro teremos a licitação para a reforma do prédio da Secretaria de Saúde, ressaltando que todas essas reformas com recursos próprios.

Em relação à iluminação pública, era uma das maiores reclamações no inicio do mandato do prefeito José Elias, no entanto foi dado como prioridade e a equipe se engajou e a prefeitura adquiriu materiais elétricos, cem por cento com recursos próprios, porque a taxa paga pelos munícipes da iluminação publica não cai nos cofres da prefeitura, ela é repassada para a empresa que tem a concessão dos serviços em razão de débitos de gestões anteriores. Então toda a manutenção da iluminação pública desde o inicio do mandato do prefeito José Elias é paga com recursos próprios da prefeitura e podem ser consultados no Portal da Transparência, onde será verificado e constatado que são materiais de custo elevado.

Quanto ao Centro de Convivência é uma inverdade o que vem sendo divulgando, porque na gestão do prefeito José Elias não se tira recursos de uma secretaria para ser utilizada em outra. Foi divulgado que se desviou recurso da saúde para ser investido no Centro de Convivência, isso nunca aconteceu, mesmo porque a saúde não tem recurso nem para se manter, quanto mais para emprestar há outra secretaria, então isso é uma inverdade.

O recurso que foi investido no Centro de Convivência foi um recurso do próprio CDL. A prefeitura apenas alugou o imóvel por um valor bem razoável, um valor bem em conta, porque havia a necessidade através da Secretaria de Assistência Social de um espaço maior para desenvolver todos os projetos e programas com crianças, adolescentes, gestantes, idosos e indígenas. O Centro de Conivência está a disposição da sociedade aragarcenses para visitação  e  para conferir o que está sendo feito em prol da comunidade.

Outra grande conquista desta atual administração foi a aquisição de quatorze veículos zero quilômetros, incluindo dois ônibus escolares, três ambulâncias, uma Van para a Saúde e mais outros veículos para as demais secretarias. Veículos adquiridos através de emendas e também com a contra partida da prefeitura e graças  às certidões negativas em ordem.

Um importantíssimo trabalho no inicio desta gestão foi retirada dos dependentes químicos da ponte sobre o rio Araguaia. Não somente pela estética do local que foi transformado em um local bonito e sim a preocupação com as pessoas que ali se encontravam, pois há quanto tempo estavam ali e nada era feito por eles?  Mas hoje graças ao prefeito José Elias e a criação do COMPOD, aquelas pessoas que quiseram com autorização de seus familiares estão sendo tratados, alguns já concluíram e já estão inseridos no mercado de trabalho com carteira assinada.  Isso representa um avanço na segurança pública que teve também a volta do GPT (Grupo de Policiamento Tático) e a instalação da base de apoio do COD (Comando de Operações de Divisa),”  esclareceu a secretária Silvânia Ferreira.

 

 

(Silvânia Ferreira é atual Secretária de Administração e Finanças da Prefeitura de Aragarças e ex-gerente do Banco do Brasil)