Av. Getúlio Vargas, 580. Setor Administrativo
Cep: 76240-000 - fone: (064) 3638-2475


 

 

Home
 
 

Aragarças participou da Iª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde


Ascom
Publicado Domingo, 8 de Outubro de 2017, às 09:42 | Ascom

O Secretário de Saúde de Aragarças, José Fabio, juntamente com a Conselheira Tutelar, Divina Célia estiveram com outros 180 delegados de Saúde dos 246 municípios goianos reunidos entre os dias 5, 6 e 7 de outubro no Oliveira’s Place participando da “Iª Conferência Estadual de Vigilância em Saúde” que teve por objetivo formatar, de forma inédita, uma política nacional sobre o tema.

Para o secretário municipal de saúde, José Fabio as políticas públicas são desenvolvidas para a população mais carente. Ele ressaltou a importância do evento para melhoria da saúde pública em Aragarças  por contemplar a antecipação dos problemas. “Podemos impedir os desperdícios e poupar um volume expressivo de recursos, porque é isso que acontece quando trabalhamos com prevenção”, acrescentou o secretário.

Para a coordenadora de planejamento e descentralização de Vigilância em Saúde da SES-GO, Silvana Fuini, o grande ganho desse movimento em Goiás foi a realização das conferências regionais, pois estas promoveram o fortalecimento da regionalização do SUS e ofereceram aos participantes a oportunidade de entender na prática o que significa a vigilância em saúde

De acordo com a coordenadora, as conferências disseminaram esse conceito mais amplo. “É uma oportunidade para que todas as pessoas se tornem agentes de proteção e vigilância em Saúde”, diz Fuini.

 

Conferência Estadual

A Conferência Estadual tem por objetivo definir o modelo de gestão do SUS no qual a vigilância em Saúde está inserida. Além de propiciar a integração da vigilância em Saúde em toda a rede de atenção, quer seja na promoção ou na prevenção em Saúde, na atenção primária ou na oferta em serviços de média ou de alta complexidade.

Outra meta é reestruturar e aprimorar os processos de trabalho de vigilância para garantir a capacidade técnica operacional como, por exemplo, garantia dos núcleos de vigilância em saúde municipais; além de propiciar o financiamento de vigilância em Saúde e aprimorar a comunicação de risco.

Todo esse trabalho estimulará a participação da comunidade para que atue, primordialmente, como vigilante. Isso para que venha a fortalecer o controle social nesse processo. Onde o cidadão não é apenas um figurante da história, mas atua como agente de vigilância em Saúde.

As conferências em vigilância estão sendo realizadas em todo o país. Cada Estado entregará sua proposta e os tópicos apresentados para que, ao fim, sejam unificados na Política Nacional de Vigilância em Saúde.

O secretário de saúde, José Fabio, mencionou que o certificado de quem participou da conferência municipal se encontram na Secretaria de Saúde com a Coordenadora Vera.